• Facebook Clean
  • Google+ Clean
  • Flickr Clean

© 2015 Contracanto

Aristides - O Musical

Um gesto de humanidade que salva milhares de vidas

“ARISTIDES - O MUSICAL” ESTREIA A 7 DE ABRIL

HERÓI PORTUGUÊS INSPIRA MUSICAL HISTÓRICO

Inspirado numa página da nossa história, escrita com heroísmo, “Aristides – O Musical” estreia a 7 de abril, com sessões até dia 23, no Centro Cultural de Carregal do Sal. O musical, com direcção artística e encenação de António Leal, uma produção da Contracanto - Associação Cultural, retrata a vida heróica do notável Cônsul Aristides de Sousa Mendes, um herói português, um homem justo, que salvou milhares de vidas do Holocausto, na II Guerra Mundial, insurgindo-se contra o poder político e as ordens de António de Oliveira Salazar.

A narrativa remonta a 1940, quando Aristides, Cônsul-Geral de Portugal em Bordéus, concedeu milhares de vistos de trânsito, para o território nacional (o último reduto de paz na Europa), a refugiados que fugiam das forças nazis em solo Francês. A peça pretende mostrar o lado humano de Aristides de Sousa Mendes contra os ideais políticos de um país e de Oliveira Salazar, à data Presidente do Conselho de Ministros e Ministro dos Negócios Estrangeiros, que proibia a emissão de vistos a apátridas, judeus e outros indesejáveis. O ato heróico valeu a Aristides a demissão do cargo que exercia, tendo terminado os últimos anos de vida na miséria.

 

A ação extraordinária do Cônsul herói é interpretada em palco por um elenco de luxo, composto por Manuela Maria, em 2010 homenageada como Comendadora da Ordem do Infante D. Henrique, Ruben Madureira (no papel de Aristides), José Lobo (no papel de Salazar), Joana Leal, Carlos Martins, Sissi Martins e Hugo Baptista.

Para além do elenco de atores principais, a produção da Associação Cultural Contracanto, conta ainda com 4 músicos e 28 figurantes, para um espetáculo memorável, numa homenagem com o apoio do Município de Carregal do Sal, concelho onde nasceu Aristides de Sousa Mendes.

“Aristides – O Musical”, com texto original de Sandra Leal e músicas originais* de António Leal e Simon Wadsworth, é uma homenagem a um grande humanista português do séc. XX, Cônsul-Geral de Portugal em Bordéus, França, à data da II Guerra Mundial. Aristides de Sousa Mendes, diplomata de carreira, católico conservador e monárquico, é uma figura heróica e intemporal, com grande simbolismo em Portugal e neste séc. XXI. A sua história inspira valores e ideais e revela que uma pessoa pode fazer a diferença, mesmo face ao poder absoluto instalado pelos ditadores de uma sociedade. É uma produção que promove a reflexão, com base numa vida que deve ser encenada vezes sem conta dentro e fora dos palcos.

 

*o alinhamento musical inclui uma versão do tema “Shalom Chaverim” do canto tradicional hebraico

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page